<

O que a Urologia?

Dr. Cálide Soares Gomes



Na prática clinica diária, tal pergunta é frequentemente feita ao urologista. A dúvida é procedente visto que diante de algumas situações, até mesmo alguns colegas médicos confundem o especialista mais indicado para este ou aquele caso.

No intuito de bem orientar o candidato a paciente da Urologia, cabe aqui uma explicação a respeito do seu campo de atuação. A Urologia nasceu como especialidade médica, em virtude do grande número e complexidade das enfermidades que abrange. Pela virtual incapacidade de um médico generalista dominar o vasto campo de atuação da especialidade, brotou um dos mais nobres ramos da medicina.

A Urologia abrange as enfermidades que acometem o sistema urinário de ambos os sexos, em adultos e crianças. Convém mencionar agora, que a Urologia não é uma especialidade que cuida apenas de "doenças de homem". O sistema urinário, formado pelos rins, ureteres, bexiga e uretra é comum para homens e mulheres. A diferença está na uretra que é mais longa no homem. Portanto, é comum que alguns pacientes suponham que é o ginecologista que trata dos distúrbios urinários do sexo feminino, quando, na verdade, ele atua nas enfermidades do sistema genital feminino ou seja, útero, trompas, ovários, mamas, vulva e vagina.

Ainda, é importante separar a Urologia da Nefrologia que é uma especialidade puramente clínica que cuida apenas de alguns distúrbios ligados à função renal defeituosa ou ausente; por exemplo: insuficiência renal, nefrites e nefroses. Outro grande campo de atuação da Urologia é o que trata das enfermidades da sexualidade masculina como impotência e ejaculação precoce; e do sistema genital masculino, composto da próstata, vesículas seminais, uretra, pênis, testículos e epidídimos.

Neste momento, vale a pena aclarar um ponto. Hemorróidas, são varizes da porção inferior do reto e tal condição refere-se a outra especialidade chamada proctologia.

Em resumo, a Urologia é uma especialidade clínica e cirúrgica responsável pelo diagnóstico e tratamento das enfermidades congênitas e adquiridas, tumorais, infecciosas, traumáticas e degene Universidade Estadual de Campinas
Uma realização: Núcleo de Informática Biomédica
Todos os direitos reservados. Reprodução proibida.